domingo, 4 de dezembro de 2016

A Ferreira Gullar

Todo mundo sabe que o responsável por eu ler e escrever poesia é meu pai. Quando eu estava com 12 ou 13 anos, seu Senra me jogou nas mãos a antologia poética do Drummond, eu comecei a ler e não entendia bem, mas aquilo me tocou de uma forma que se entranhou em mim e não pude mais abandonar aquilo, devorei o livro do Drummond e do Drummond fui pro Quintana e do Quintana pra Cecília e da Cecília pro Gullar. Ah, o Gullar, como não se embriagar em suas palavras, em seu jeito de escrever, como não se sujar de poesia com ele?
Hoje, acordo e me deparo com essa triste notícia, mas um dos meus poetas se vai, mais um a me deixar órfã! 2016 não está sendo legal comigo nesse ponto! Então a quem nunca se sujou com Gullar, corre que ainda dá tempo, lê e se lambuza desse homem, ele se foi, mas como todo poeta ficou na gente! Tenho vivos em mim todo e cada poeta cuja obra me tocou!
Sempre é tempo de se sujar de poesia!
Vá na paz, amigo Gullar, obrigada por me sujar!

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Hoje


Cantar,
Amar,
Sonhar,
Beijar,
Hoje é sempre melhor!
Hoje, olhar
Hoje, falar
Hoje, ouvir
Hoje, subir
até onde hoje me deixar!
E hoje, só hoje
E sempre para sempre
Deixar hoje fazer
o meu eu pra você
Estando hoje sempre
Sempre certo:
Cantei
Amei
Sonhei
Beijei
Olhei
Falei
Ouvi
Subi
E gritei alto
Hoje, é hoje!

Espelho, Espelho!!!

Olho-me no espelho, lá encontro retratos do que fui, coisas que sou, endereços do que ainda posso vir a ser. Percebo que a vida me tem sido generosa, embora não tenha feito muito para merecer tantos privilégios, agradeço todos dias por ser quem sou e por ter o que tenho.
Às vezes nos sabotamos de uma forma tão injusta que parece que nem nos amamos, ou nem percebemos quem nos ama de fato! Porém, um dia aprendemos! Pelo menos é isso que quero crer! Que posso ainda vir a ser mais do que sou hoje. Confiar mais em mim.
Porém o espelho, sincero espelho, teima em me mostrar o que falta, falta muito, nada. Nada que um esforço e muita vontade maior não possa resolver. Não sou tão velha a ponto de achar que nada mais vai mudar, nem tão nova a ponto de pensar que eu nasci assim e vou morrer assim! Já aprendi que nos transformamos a cada dia naquilo que pensamos ser. Só cabe a mim pensar em ser sempre melhor que eu mesma!
Um dia vou acordar e olhar no espelho e me ver mais eu do que um dia já fui. E nesse dia já posso morrer? Que nada, nesse dia tudo começará outra vez! A busca incessante por aquela que quero vir a ser, sempre mais de mim para todos! 

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Desejos


Que noite nos caia tão bem
quanto aquele tubinho preto na Gisele!
Que a vida nos caia tão bem
quanto chá quente e livro num dia frio!
E que a cada queda
o salto seja rasteiramente alto
para cima de nós!
Se pra baixo todo santo ajuda,
Pra cima Deus nos Empurra!

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Por ser você

Castigam-me seus atos
e por você me desfaço.

Contra tudo luto
por estar desse lado.

E olho
E calo
E reconforto
E resvalo
nos atos meus
reverso dos seus.

E cresço
E o trago junto
E desço mais
E tento
E peço
E refaço caminhos.

Você não percebe
olha
não vê
mas
em tudo
sou mais
por ser você
querer mais
e que queira mais
Mais de mim!

Mas enfim
seus atos
castigos meus
me acompanham
e eu sou mais
por ser você!

terça-feira, 23 de abril de 2013

Veio esguelha de mim

Que vejo
na veia
veio de rio
que riu
partiu
fugiu de mim?
Na veia, revejo
rastejo
e na esguelha
do que fui
desvendo
o que és
e me espelho
em ti.
Avesso
de mim.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Olhar em Fumaça

E aquele olhar
Sorrindo
Puro?
E aquela vida
Alegre
Infinita?
E aquele sonho
solto
risonho?
E aquilo tudo
tudo
nada
mudo?
Foi-se tudo
na fumaça
Aqui ficamos
Abalados
Estarrecidos
Enlutados
Desacreditados
Acreditando
Pode ser melhor
Pode mudar
Será?
Vida segue
Eles lá
Nós aqui
Em prece.